Entenda, que o tártaro é um problema de falta de saúde bucal, ok?

O tártaro é formado pelo acúmulo de bactérias que produzem toxinas que, por sua vez, podem gerar outros problemas de saúde como a gengivite.

Além da gengivite o seu Pet pode ter outros tipos de problemas: perda de dentes, mau hálito, dificuldade para triturar alimentos, raiz do dente muito afetada, periodontite e gengiva com pus

O local afetado pelo tártaro pode servir como fonte de contaminação para o organismo, com a possibilidade de atingir órgãos vitais como o coração, o fígado e os rins.

Como é feita a prevenção?

A ação mais simples e eficaz para prevenir o tártaro em cachorros é a escovação de dentes periódica. Lembre-se: sem a limpeza constante, o ambiente bucal se torna propício para o desenvolvimento de bactérias e placas que, acumuladas, acabam dando origem ao tártaro. Se você não consegue fazer essa escovação periodicamente, procure um veterinário e avalie a possibilidade da realização de uma limpeza frequente. Assim, não será necessário realizar o procedimento de tartarectomia em cachorro.